Elevadores usados como casas de banho causam polémica

Elevadores usados como casas de banho causam polémica

Os elevadores das habitações públicas da cidade de Singapura estão a ser usados como casas de banho, lançando um mau cheiro sobre a cidade, apesar de o Governo ter lançado uma campanha para acabar com esse hábito.

O conselho municipal de Tampines, a maior área residencial da cidade, divulgou imagens de uma mulher aparentemente a urinar num elevador e de um homem a fumar noutro elevador, revela o jornal Sunday Times.

As imagens incriminatórias foram capturadas por câmaras de vídeo em circuito fechado e publicadas como aviso, desta vez com recurso a sombras para preservar a identidade das pessoas, mas o conselho municipal de Tampines já avisou que “se estes atos anti-sociais continuarem”, então publicará fotografias “claras” e irá apresentá-las como prova para acusação contra a lei de saúde pública ambiental.

Singapura é uma cidade particularmente preocupada com as questões de saúde pública e limpeza urbana, promovendo regularmente campanhas para incentivar a responsabilidade social como a proibição das vendas de pastilhas elásticas.

Até à construção em massa das habitações públicas na década de 1960, muitas pessoas viviam em bairros da lata, sem água potável e possuíam hábitos pouco higiénicos, que levaram para as novas habitações.

O Sunday Times noticiou que o cheiro de urina e o fumo de cigarro “são os problemas mais persistentes nos elevadores”, e sublinha que a situação “pode ficar pior”.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *