Sete mitos (e factos) sobre a hidratação

Sete mitos (e factos) sobre a hidratação

MITO: A desidratação é incómoda, mas não perigosa

FACTO: A maioria das pessoas só sente sintomas leves de desidratação, como dor de cabeça, falta de energia ou diminuição da urina e produção de suor. No entanto, caso estes sintomas se agravem, as complicações podem tornar-se mais sérias e levar a um inchaço do cérebro, convulsões, insuficiência renal e até mesmo, em alguns casos, levar à morte. Os mais vulneráveis são as crianças e os idosos que, quando desidratados, apresentam febre, dificuldade em ingerir líquidos, diarreia e vómitos e irritabilidade.

 

MITO: Quando se tem sede é porque já se está desidratado

FACTO: A sensação de secura, a chamada “sede”, é a forma que o corpo encontra de lhe dizer para ingerir água. No entanto, isso não significa que esteja gravemente em risco.

 

MITO: Todos devem beber o equivalente a oito copos de água por dia

FACTO: O Instituto de Medicina norte-americano recomenda que os homens bebam três litros de líquidos por dia e que as mulheres bebam cerca de dois litros. E por líquidos não se deve entender só água, embora bebidas com açúcar não sejam recomendáveis. Além das bebidas, os alimentos também fornecem cerca de 20% de água ao organismo, sendo a melancia e o pepino, por exemplo, alimentos com alto teor de água.

 

MITO: Urina clara é um sinal de hidratação

FACTO: Se a urina apresentar uma cor amarela pálida, está hidratado.

 

MITO: Não faz mal beber demasiada água

FACTO: Ingerir demasiada água pode fazer com que os níveis de sódio no organismo se tornem muito diluídos, originando um inchaço das células – hiponatremia. Os sintomas incluem geralmente náuseas, vómitos, dor de cabeça, confusão, fadiga, e nalguns casos, convulsões e coma. Deve beber água, mas de forma a evitar que se sinta inchado.

 

MITO: Quem pratica desporto deve beber bebidas energéticas

FACTO: Os atletas podem tirar benefício da combinação certa de açúcar e de sódio – ingredientes presentes nas bebidas energéticas. No entanto, as bebidas energéticas têm uma longa lista de ingredientes com aditivos artificiais, logo pode não ser esta a melhor escolha para quem pratica desporto.

 

MITO: O café desidrata

FACTO: O café só desidrata se for ingerido em excesso. Se consumir mais de 500 miligramas de cafeína por dia – aproximadamente cinco chávenas de café -, corre um risco de desidratação.

Fonte: Dados recolhidos pelo Huffington Post junto de especialistas da Mayo Clinic, Universdade da Pensilvânia, Universidade da Cidade do Cabo, Instituto de Medicina norte-ameriano e Universidade de Connecticut

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *